Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Vaca tem trigêmeos no Vale do Taquari

Extensionista rural da Emater/RS-Ascar constatou que os três terneiros e a vaca estão bem Extensionista rural da Emater/RS-Ascar constatou que os três terneiros e a vaca estão bem

Uma vaca de uma propriedade rural localizada na localidade de Baixo Canudos, interior do município de Canudos do Vale, no Vale do Taquari, teve bezerros trigêmeos. O proprietário do animal, o agricultor Nelson Appel relata que o animal da raça Holandesa com idade de 7 anos recebeu material genético por inseminação artificial de um touro da raça Gir leiteiro. A vaca teve uma gestação normal, não recebeu nenhum tratamento diferenciado. “Nós percebemos que a barriga dela era muito grande e tinha dificuldades de caminhar. Ela era sempre a última a chegar na pastagem”.No dia do nascimento, 11 de junho, quando o agricultor percebeu que a vaca estava em trabalho de parto, avistou o nascimento de um terneiro, em seguida observou que eram dois. Então avisou esposa Ila Appell. Quando retornou já havia nascido a terceira cria. São dois machos e uma fêmea, que nasceram saudáveis, de parto natural.Conforme a extensionista rural da Emater/RS-Ascar, Graziela Candida Petry, que realizou visita de rotina a propriedade, constatou que os trigêmeos e a vaca estão bem. Os bezerros recebem leite na mamadeira, comem ração e feno. “É um fato raro na bovinocultura”, relata a extensionista. Ela observa que a fêmea pode se tornar infértil”. Graziela explica que se um dos machos teve ligação placentária com a fêmea, pode ocorrer um caso que é identificado como “freemartinismo”. “Ou seja, os órgãos sexuais da terneira não terem desenvolvimento normal por causa da ação dos hormônios do macho sobre os órgãos femininos".Os terneiros viraram o xodó na propriedade da família do Nelson Appel. Eles também chamaram atenção da vizinhança. Os três terneiros receberam um espaço adaptado para ficarem juntos, onde recebem a alimentação e passam o dia até terem idade e condições de serem soltos no potreiro com os outros animais. A filha de oito anos de uma família vizinha batizou os terneiros. A fêmea vai se chamar Luana e os machinhos: Luan e Degue.Nelson Appel recorda que o nascimento de bezerros gêmeos de dois já ocorreram em quatro vezes na sua propriedade. “Mas trigêmeo nunca aconteceu”, afirma.A família do Nelson e da Ila, iniciaram a produção de leite em 1974, quando compraram a primeira vaca leiteira. Em 1976 Nelson Appel associou-se a Cooperativa Cosuel e passou a vender o leite a laticínios da Cosuel e continua fiel até hoje. Nestes quase 40 anos nunca atrasaram o pagamento de uma conta de leite. “Não tenho nenhuma queixa da Cosuel. O atendimento é 100%”, afirma Appel. (Nelson Buzatto) 

Mais notícias