Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Universidades brasileiras pioram em pesquisa

Universidades brasileiras entre as 1.000 melhores do mundo

As dezenove universidades brasileiras classificadas entre as mil melhores instituições de ensino do mundo apresentaram piora em índices de qualidade, segundo a última edição do QS University Ranking 2020. Segundo o estudo, divulgado nesta quarta-feira (17), houve queda na empregabilidade de formandos, no desempenho das pesquisas acadêmicas, no nível de ensino e na atratividade para estudantes e professores estrangeiros.

A tendência, segundo o diretor de pesquisas da QS, é de piora dos índices do país nos próximos anos. "Existem poucos pesquisadores no mundo capazes de lidar com a perda de quase metade de seu orçamento (...). Dado que nosso indicador de pesquisa é baseado em cinco anos de dados, leva tempo para que as decisões políticas afetem o desempenhonos rankings", afirma Ben Sowter. "É provável que o status do Brasil com líder de pesquisa regional seja cada vez mais ameaçado nos próximos anos", completa.

Abaixo, veja quais instituições de ensino do país estão na lista das melhores do mundo:

Universidades brasileiras entre as 1.000 melhores do mundo

2020

2019

Nome da universidade

116

118

Universidade de São Paulo (USP)

214

204

Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

358

361

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

439

464

Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

482

491

Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Unesp)

601-650

601-650

Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

651-700

531-540

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

651-700

601-650

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

651-700

601-650

Universidade Federal do Rio Grande Do Sul (UFRGS)

701-750

751-800

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

801-1000

801-800

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)

801-1000

751-800

Universidade de Brasília (UnB)

801-1000

801-1000

Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj)

801-1000

801-1000

Universidade Estadual de Londrina (UEL)

801-1000

701-750

Universidade Federal de São Carlos (Ufscar)

801-1000

801-1000

Universidade Federal de Viçosa (UFV)

801-1000

801-1000

Universidade Federal do Paraná (UFPR)

801-1000

801-1000

Universidade Federal do Pernambuco (UFPE)

801-1000

801-1000

Universidade Federal Fluminense (UFF)

Fonte: QS World University Ranking 2020

Das dezenove instituições brasileiras do ranking, doze registraram uma pontuação menor de citações de pesquisas. O que isso significa? Que estudos publicados pelo mundo usaram menos vezes a produção científica do Brasil como referência. Além disso, em dezoito universidades, o número de alunos estrangeiros caiu - ou seja, o país parece estar menos atrativo.

As turmas também estão maiores, já que a proporção de estudantes por professor cresceu em quinze instituições de ensino. Na interpretação do estudo, o Brasil não está conseguindo atender ao número crescente de matrículas.

Sobe e desce no ranking

Apesar da piora nos índices citados acima, cinco instituições de ensino brasileiras subiram de posição. A Universidade de São Paulo (USP) foi do 118º lugar para o 116º. Além dela, a UFRJ, a Unifesp, a Unesp e a UFSC melhoraram seus desempenhos no ranking.

Seis registraram queda: Unicamp, PUC-SP, UFMG, UFRGS, UnB e Ufscar. As demais permaneceram na mesma faixa de colocação.

Mais notícias