Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Trabalhos de extesionistas da Emater/Ascar são publicados em livro

Os trabalhos foram desenvolvidos em diferentes temáticas. Os trabalhos foram desenvolvidos em diferentes temáticas.

Neste mês foi lançado o livro contendo os projetos desenvolvidos pelos alunos do curso de especialização em Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, promovida pela Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH) e editado pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), campus de Frederico Westphalen. O curso de especialização, da Rede Escola de Governo, iniciou em novembro de 2012 e encerrou em setembro deste ano, com a formação de 40 pessoas, destas, 28 são extensionistas da Emater/RS-Ascar.Os trabalhos foram desenvolvidos em diferentes temáticas, como políticas públicas, agricultura familiar e produção leiteira, agroindústria familiar, gestão de unidades de produção familiares, sucessão familiar rural, pecuária familiar, extensão rural, questões sociais e de gênero, cooperativismo e associativismo, sustentabilidade e culturas alternativas e desenvolvimento rural.A assistente técnica regional da área social da Emater/RS-Ascar, Dulcenéia Haas Wommer, desenvolveu o trabalho sobre a participação feminina na gestão da propriedade rural. Para ela, a especialização foi uma grande oportunidade de qualificar um trabalho que já vem sendo desenvolvido pela assistência técnica e extensão rural, agora com mais visibilidade. “Estou muito feliz pela oportunidade de cursar uma especialização onde instituições nos possibilitaram uma qualificação para nosso trabalho. Isto é investimento no colaborador e na autoestima. A culminância com a publicação do livro é muito realizador”, exclamou Dulcenéia.Para a diretora geral da URI, Silvia Canan, o desafio agora é não parar com as ações que vêm sendo desenvolvidas. “Foram dois anos de esforços empreendidos em prol do desenvolvimento rural e da agricultura familiar”, comentou Silvia, lembrando que um dos objetivos do curso é a promoção de ações junto às comunidades, atuação nos municípios e na região, com apoio das lideranças, buscando o desenvolvimento do setor.Para a Emater/RS-Ascar, a realização do curso de especialização faz parte de uma proposta estratégica que proporciona suporte ao trabalho realizado com os atores sociais do campo. “A Emater é uma das instituições que se coloca neste cenário. A formação é uma necessidade, por isso, este momento marca o início de um processo que deve ter continuidade. Estes projetos baseiam-se nas realidades do campo. São produtos que nos permitem refletir junto aos agricultores sobre as dificuldades enfrentadas, para superá-las, chegando ao ao desenvolvimento rural sustentável”, enfatizou o gerente de Recursos Humanos da Emater/RS-Ascar, Décio Cotrim. (Marcela Buzatto)(Nelson Buzatto)

Mais notícias