Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Reportagem: FGF criará banco de médicos para os clubes do interior gaúcho

Diretor médico Ivan Pacheco afirma que a medida dará suporte aos clubes que não possuem profissionais da área em seus quadros de funcionários
Foto: Divulgação Foto: Divulgação

Os torcedores gaúchos do interior gaúcho estão acostumados com os repetidos atrasos nos inícios das partidas por falta de um médico responsável. A partir de 2020, a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) iniciará um projeto pioneiro no Brasil: trata-se da criação de um banco de dados que irá cadastrar médicos para atuarem como plantonistas em partidas de futebol em todas as competições da FGF.  Durante entrevista exclusiva ao Complexo Luz e Alegria, o diretor médico da FGF, Ivan Pacheco, avalia esta medida como forma de auxiliar os clubes que não possuem condições financeiras de contar com um colaborador da área em seu quadro de funcionários.

Como irá funcionar?

Ao longo do mês setembro, a agremiação iniciará o cadastramento dos médicos-plantonistas de diversas regiões do estado que estão dispostos de atuar na área esportiva. Os interessados devem acessar o site da FGF e responder um formulário para realizar o cadastro. Na segunda etapa, os candidatos serão entrevistados pela comissão médica da federação para avaliar o grau de qualificação dos candidatos. Antes de iniciarem as atividades pelos gramados rio-grandenses, os médicos passarão por um treinamento na área de urgência. 

Após a conclusão do banco de dados, os clubes terão de comunicar três dias antes da partida para solicitar um profissional da área que irá se deslocar até o estádio e que será remunerado pela entidade – da mesma forma do que ocorre com a arbitragem na Segunda e Terceira Divisão.

Confira abaixo, a entrevista completa com Ivan Pacheco, diretor Médico da FGF.

Áudio
Mais notícias