Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Policiais civis catarineses realizam operação onde turistas gaúchos foram atacados por traficantes

Ação ocorreu na comunidade do Siri, no bairro Ingleses, no Norte da Ilha de Florianópolis

A Delegacia de Homicídios (DH) de Florianópolis, da Polícia Civil de Santa Catarina, desencadeou na manhã desta terça-feira uma operação na comunidade do Siri, no bairro Ingleses, no norte da Ilha. Houve o cumprimento de 16 mandados de busca e apreensão na região onde três turistas foram atacados no último dia 5, sendo que uma das vítimas morreu e as outras duas ficaram feridas após serem abordadas por seis traficantes. Não houve prisões durante a ação.

Titular da DH, o delegado Ênio de Oliveira Matos esclareceu que o objetivo da operação foi recolher material para auxiliar nas investigações em curso. “Recolhemos um vasto material que, sem dúvida, vai contribuir nas investigações”, destacou. “Estamos investigando de seis a oito casos de crimes ocorridos naquela comunidade”, acrescentou.

As informações iniciais apontam que os três turistas gaúchos, todos jovens de São Leopoldo e que estavam hospedados no Santinho, foram capturados quando pretendiam comprar maconha na área. O trio teria sido confundido como rivais dos traficantes da comunidade Siri. No entanto, os policiais civis catarinenses apuram também uma nova hipótese de que um quarto indivíduo, também gaúcho, estava junto das três vítimas e teria uma rixa com os traficantes do local.

O delegado Ênio de Oliveira Matos afirmou que esse quarto indivíduo já morou em Florianópolis e tem envolvimento com o tráfico de drogas. “A gente não conseguiu colher nenhum depoimento do rapaz. Ele estava na comunidade e foi reconhecido. Aí conseguiu fugir, pegou um Uber, foi para casa, pegou algumas roupas, correu direto para a rodoviária e voltou para o Rio Grande do Sul”, contou ao jornal Notícias do Dia.

Mais notícias