Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Plenário da Câmara mantém Coaf no Ministério da Economia

Alguns partidos pretendiam colocar na estrutura do Ministério da Justiça
Divulgação Divulgação

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, na noite de hoje, por 228 votos a 210 e 4 abstenções, o destaque do Podemos à Medida Provisória 870/19, e manteve o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) no Ministério da Economia. Conforme o texto original, alguns partidos pretendiam colocar na estrutura do Ministério da Justiça e Segurança Pública, sob responsabilidade do ministro Sérgio Moro. 

Os deputados já aprovaram o projeto de lei de conversão do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) para a MP, que reformula a estrutura de ministérios do governo Bolsonaro.

Está em debate, neste momento, destaque do Novo, que pretende retirar do texto a proibição de o auditor fiscal da Receita Federal compartilhar com outros órgãos e autoridades indícios de crimes que não sejam relacionados àqueles contra a ordem tributária ou relacionados ao controle aduaneiro.

Mais cedo, o Plenário da Câmara dos Deputados aprovou o texto base da Medida Provisória (MP) 870/19. A matéria diz respeito à reforma administrativa do governo do presidente Jair Bolsonaro, que reduziu o número de ministérios de 29 para 22. 

Mais notícias