FM 95.9 -FM106.5

AM 1160

Pesquisador apresenta alternativa para controle do Aedes aegypti

O pesquisador do Núcleo de Bioprospecção e Conservação da Caatinga (NBioCaat) do Instituto Nacional do Semiárido (Insa/MCTI), Alexandre Gomes, explica que na caatinga tem algumas plantas aromáticas e uma delas é a umburana de cambão, onde extraído o óleo e em laboratório mostrou atividade contra larva do mosquito Aedes aegypti, “A gente prepara uma solução aquosa com água do óleo e as larvas do mosquito em contato com essa solução, com 24 horas a gente consegue exterminá-las”, explica. Alexandre Gomes esclarece que o óleo mata as larvas do mosquito, mas não foi feito teste com os ovos do mosquitos: "estamos dando continuidade a pesquisa para saber se esse óleo causa mortalidade de outros animais, porque o ideal é que o óleo mate apenas a larva do mosquito”, diz.  "Espero que em breve nós tenhamos um produto seguro e proveniente de uma planta exclusiva de um bioma brasileiro”, comenta.       Morgana Bertoncello(jornalismo LA) 

Mais notícias