Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Passo Fundo terá sede regional do DNIT

Sede regional ficará localizada na Travessa Boa Viagem, no bairro Petrópolis
Foto: Matheus Moraes | Diário Foto: Matheus Moraes | Diário

O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) terá uma sede regional em Passo Fundo a partir de 2020. De acordo com a Superintendência Regional no Estado do Rio Grande do Sul da autarquia federal, ligada ao Ministério dos Transportes, a unidade ficará localizada na Travessa Boa Viagem, junto à estação ferroviária, no bairro Petrópolis. O edital para reforma e estruturação da sede já foi lançado pelo DNIT, mas a licitação está prevista para o dia 4 de dezembro, quarta-feira da próxima semana. Em nota, o Departamento afirma que as obras têm 90 dias de execução e que a expectativa é de que no primeiro semestre de 2020 a sede regional já esteja em operação. Mesmo sem a finalização das reformas, a ideia do órgão é iniciar os atendimentos e para isso analisa, desde já, alternativas viáveis.

A escolha de Passo Fundo para administrar 634 km de rodovias federais foi motivada, conforme o DNIT, pela condição geográfica favorável do município e a disposição de outros órgãos federais. “Com isto, há uma redistribuição da administração destas rodovias federais, proporcionando uma menor distância entre estas rodovias e as unidades locais”. Para a unidade, quatro servidores trabalharão, sendo dois engenheiros e dois técnicos.
A unidade será chefiada pelo engenheiro Adalberto Jurach, que atualmente comanda a Unidade Local de Vacaria. Além dessa última cidade, o DNIT possui unidades locais no Estado em São Leopoldo, Cruz Alta, Pelotas, Santana do Livramento, Uruguaiana e Santa Maria.

Conforme Jurach, a unidade local em Passo Fundo surgiu após o fechamento da unidade local de Osório. A de Osório foi extinta em função da concessão das rodovias para a empresa CCR Via Sul. Sobre os trabalhos desenvolvidos pelas unidades locais do DNIT, Adalberto explica que elas são responsáveis pelo monitoramento das rodovias federais e pela administração dos contratos de conservação, manutenção e melhorias nas rodovias. “É responsável pelo atendimento ao público, em questões de autorização para construção e para concessão de acessos junto a rodovia. Acompanha também estudos e projetos desenvolvidos pelo DNIT para as rodovias federais, além da gestão dos controladores de tráfego”, cita. Ana Cláudia Capellari/Diário da Manhã

Mais notícias