FM 95.9 -FM106.5

AM 1160

Panambi cria unidade especial para atender casos suspeitos de dengue

Pessoas com sintomas são atendidas das 18h até as 22h.Unidade foi criada ao lado do pronto socorro do município. Pessoas com sintomas são atendidas das 18h até as 22h.Unidade foi criada ao lado do pronto socorro do município.

O município de Panambi, no Noroeste do Rio Grande do Sul, está em alerta. A cidade é a segunda com mais casos de dengue no estado: até agora, foram confirmados 45. Para auxiliar na identificação da doença, foi criado junto ao pronto socorro da cidade uma unidade sentinela para atender pessoas com sintomas, das 18h até as 22h "As pessoas adoecem em uma determinada localidade e moram em outros locais. Então, o mapa de Panambi está pintado. Temos que fazer um trabalho no município inteiro. Hoje, são 850 quarteirões que tem que ser trabalhados e não adianta a gente usar inseticida, que assim não vamos combater. Temos que entrar nas casas e limpar”, explica o chefe da equipe de Vigilância Ambiental, Carlos Alberto Noll. Segundo o Comitê Municipal de Combate à Dengue, foram confirmados 43 casos contraídos no município e outros dois importados.“Essa semana sim, com esse conjunto de ações, realmente diminuiu. A gente estava atendendo em torno de 20 casos por dia, agora a gente atendemos 14 casos”, aponta a integrante do comitê, Micheline Freire Moraes. Nas ações de combate, agentes de saúde visitam as casas em busca de larvas, mutirões limpam a cidade e aplicações de veneno são constantes. Mas as autoridades apontam que é preciso conscientização dos moradores para evitar a proliferação do mosquito. (Nelson Buzatto) 

Mais notícias