Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Norte-Sul já tem o traçado definido no RS

Anúncio oficial será feito nos próximos dias, mas desenho da ferrovia prevê a passagem dos trilhos pela Região da Produção até o Porto do Rio Grande Anúncio oficial será feito nos próximos dias, mas desenho da ferrovia prevê a passagem dos trilhos pela Região da Produção até o Porto do Rio Grande

Uma comitiva de prefeitos, deputados estaduais e federais foi recebida nesta quarta-feira (27) pelo diretor de operações da Valec – Engenharia, Construções e Ferrovias S.A., Bento José de Lima. O dirigente confirmou que o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) do trecho sul da Ferrovia Norte-Sul já está concluído. O anúncio oficial deve ser feito nos próximos dias pelo Ministério dos Transportes, mas já é possível afirmar que o desenho vencedor no Rio Grande do Sul é o que passa pela Região da Produção e segue até o Porto de Rio Grande. Segundo o deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), o EVTEA é a fase anterior ao projeto executivo, quando será realizada a licitação para o início das obras. “Nós tivemos a confirmação do traçado, que entrará pela Região da Produção, passando por Iraí, Caiçara, Frederico Westphalen, Palmeira das Missões, Seberi, Boa Vista das Missões, Cruz Alta, Santa Maria, Pelotas e Rio Grade até o Porto”, detalhou. O parlamentar destacou que o cronograma do projeto executivo é de pelo menos um ano e meio. Segundo ele, o próximo passo é mobilizar o Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), colegiado que reúne os três estados da Região Sul. “Queremos que os governadores nos ajudem a agilizar esse processo e tirarmos a obra da dependência do Orçamento Geral da União, porque não haverá dinheiro nesse curto espaço de tempo. Precisamos colocar isso nas concessões anunciadas pelo governo, para que a iniciativa privada possa assumir as obras”, destacou. O trecho sul está dividido em dois lotes: Panorama (SP) a Chapecó (SC) e Chapecó (SC) a Rio Grande (RS).A definição do trecho sul da Ferrovia Norte-Sul levou em conta aspectos como a demanda econômica, o fluxo de caminhões e a geografia do solo, tendo em vista o menor custo logístico de transporte e o incremento do volume de cargas. O levantamento apontou a alternativa de traçado mais viável, inclusive os ramais de ligação. A Ferrovia Norte-Sul é fundamental para a mudança da logística brasileira, fortemente dependente do transporte rodoviário. Ela liga os municípios de Barcarena (PA) a Rio Grande (RS). A ferrovia é considerada um modal de transporte 40% mais econômico do que o rodoviário. Além disso, o transporte por trilhos é mais seguro e gera ganhos enormes para o meio ambiente.   Vale do Taquari Jerônimo comemorou o fato da Região do Vale do Taquari continuar com a possibilidade de substituir sua malha ferroviária de bitola estreita para a bitola larga. Isso vai possibilitar que os municípios da região contem com um ramal de interligação com o tronco principal da Norte-Sul. “Temíamos que a vinda do traçado para outras localidades prejudicasse a região. A Valec nos confirmou que se mantém o projeto de adaptação para a bitola larga”, concluiu o parlamentar.  (Nelson Buzatto)  

Mais notícias