Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

MPF pedirá ressarcimento de R$ 1,18 bilhão

Executivos de empreiteiras foram denunciados nesta quinta-feira pelo órgão Executivos de empreiteiras foram denunciados nesta quinta-feira pelo órgão

O Ministério Público Federal (MPF) pedirá ressarcimento de R$ 1,18 bilhão aos acusados da Operação Lava Jato. O valor, que inicialmente seria de R$ 971,5 milhões, foi atualizado pelo órgão no início da noite desta quinta-feira, após a divulgação da denúncia a 36 envolvidos com o caso. O valor representa parte do que o MPF considera que foi desviado dos contratos com a Petrobras.Agora, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo processo, analisará as denúncias. Caso elas sejam aceitas, os investigados passarão à condição de réus. Os denunciados são executivos de seis das maiores empreiteiras do país: as empresas Camargo Corrêa, Engevix, Galvão Engenharia, Mendes Junior, OAS e UTC.De acordo com o procurador Deltan Dallagnol, integrante da força tarefa da Lava Jato, apenas uma parte do valor desviado era sacada em espécie. Ele apontou o doleiro Alberto Youssef como o principal operador do esquema. Para Dallagnol, a maior parte dos valores era transferida para contas em nome de empresas operadas por outro doleiro, e apenas 10% ou 20% dos valores eram sacados em espécie.O procurador afirmou que o esquema forjou um “jogo de cartas marcadas” em licitações da Petrobras. “As empresas simularam ambiente de competição, fraudaram a competição e, em reuniões secretas, definiam quem ganharia as licitações”, disse.  (Nelson Buzatto) 

Mais notícias