Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

MEC vai avaliar alfabetização das crianças no 2º ano do ensino fundamental

Pela primeira vez, Saeb terá prova de Ciências da Natureza para amostra de estudantes do 9º ano

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC), publicou nesta quinta-feira as novas diretrizes para o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e informou que passará a avaliar a alfabetização dos alunos no 2º ano do ensino fundamental por meio de amostras de escolas públicas e privadas. Segundo o Inep, a capacidade de ler e escrever das crianças será medida por meio de um ditado e incluirá provas de Língua Portuguesa e Matemática. Eles seguirão a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), de 2017.

Pela primeira vez, o Inep também aplicará questionários de Ciências da Natureza e Ciências Humanas, conforme as diretrizes da BNCC. Serão testados exclusivamente os alunos do 9º ano de uma amostra de instituições de ensino públicas e privadas, localizadas em zonas urbanas e rurais que possuam dez ou mais estudantes matriculados, da 27 unidades federativas.

Já as provas de Língua Portuguesa e Matemática abrangerão aqueles matriculados nos 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3ª e 4ª séries do Ensino Médio. Participarão amostras de escolas privadas e todas as públicas do País. Os exames seguirão as matrizes vigentes para preservação da comparabilidade entre edições e manutenção da série histórica de resultados.

Educação Infantil

O estudo sobre a educação infantil será realizado pela primeira vez, em 2019. Haverá aplicação de questionários aos professores e diretores de uma amostra de creches e pré-escolas públicas ou conveniadas com o setor público, localizadas em zonas urbanas e rurais. O foco da avaliação é o processo de ensino e aprendizagem, e não o aluno.

O Saeb 2019 será realizado no período de 21 de outubro a 1º de novembro de 2019. A previsão é de que mais de sete milhões de alunos participem. Os resultados serão divulgados até dezembro de 2020 e vão compor o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Cancelamento

O exame sobre alfabetização das crianças havia sido cancelado completamente pela gestão do ex-ministro Ricardo Vélez Rodríguez. Depois de intensa repercussão negativa, já que a alfabetização é considerada etapa crucial para o desenvolvimento escolar do aluno, a gestão de Jair Bolsonaro voltou atrás.

A mudança na prova levou à demissão do então presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do MEC responsável pelas avaliações, Marcus Vinícius Rodrigues. O cargo ficou vago por cerca de 20 dias, até que Weitraub nomeou o delegado da Polícia Federal Elmer Vicenzi para o posto.

Até a última prova, feita em 2016, os exames de leitura, escrita e matemática tinham sido feitos para todas as crianças do 3º ano do ensino fundamental. 

A portaria publicada nesta quinta no Diário Oficial da União pelo Inep também diz que a prova vai seguir a BNCC. Um outra portaria, de 25 de março, havia cancelado a avaliação de alfabetização. O governo já havia dito que voltaria atrás na decisão, mas não havia novo documento.

Especialistas temem que a mudança possa prejudicar a análise da série histórica dos resultados. A última avaliação de alfabetização no País mostrou que mais de 50% das crianças não tinham desempenho considerado suficiente em leitura e escrita. Elas não conseguiam localizar informações em textos de literatura infantil ou escrever corretamente palavras como lousa e professor.

Mais notícias