Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Lucro do Banrisul cresceu 28,2% em 2019

Resultado líquido do banco alcançou R$ 1,344 bilhão e cresceu também no número ajustado

O lucro líquido do Banrisul alcançou R$ 1,344 bilhão em 2019. Representa um crescimento de 28,2% sobre 2018, ou seja, foi R$ 295,8 milhões superior. É o terceiro ano consecutivo em que o banco estatal apresenta resultado bilionário. 

No quarto trimestre, o lucro foi de R$ 397,2 milhões. Nos três meses imediatamente anteriores, tinha sido de R$ 291,9 milhões. Sobre o final de 2018, o crescimento foi de 18,7%. 

Segundo o balanço financeiro divulgado pelo banco nesta terça-feira (11), os motivos para o resultado geral anual foram: 

"(i) reestruturação de benefício pós-emprego da Fundação Banrisul de Seguridade Social - FBSS, (ii) constituição de provisão trabalhista e reversão de provisão para ações cíveis, face à revisão de parâmetros e andamento de processos, (iii) efeitos fiscais sobre a reestruturação de benefício e sobre a provisão trabalhista e cível, e (iv) a atualização do estoque de créditos e débitos tributários diferidos decorrente da elevação na alíquota da CSLL de 15% para 20%, em função da promulgação da Emenda Constitucional - EC 103/2019, eventos tratados, para fins de demonstração de resultado, como extraordinários.", lista trecho do demonstrativo financeiro da instituição. 

Entre as estratégias do negócio, o relatório do Banrisul destaca a aposta no crédito consignado. O crédito comercial pessoa física apresentou crescimento de R$ 2,253 bilhões ou 11,6% em 2019, alcançando R$ 21,731 bilhões em dezembro. A evolução foi influenciada especialmente pelo crescimento do saldo das operações de crédito consignado, que alcançaram o montante de R$ 16 bilhões em dezembro. 

"No que se refere à estratégia comercial para o segmento pessoa física, o Banrisul mantém o direcionamento voltado para a ampliação da carteira de crédito com operações de menor risco e maior liquidez, em especial às linhas de crédito consignado aos servidores públicos e aposentados", diz  o banco. 

Também volta a reforçar a aposta na transformação digital do atendimento aos clientes e no aumento da participação do banco no crédito ao agronegócio do Rio Grande do Sul. Na abertura da safra 2019/2020, o Banrisul anunciou R$ 3,2 bilhões para financiamento do setor agropecuário, valor 90% superior ao disponibilizado no período anterior. 

Lucro ajustado

Mesmo desconsiderando os eventos citados acima, o chamado lucro líquido ajustado tem crescimento. O montante atingiu R$ 1,273 bilhão em 2019, com um avanço de 16,2% sobre o ano anterior. Ou seja, R$ 177,6 milhões superior ao registrado em 2018. Conforme o banco, o desempenho reflete:

"(i) menor fluxo de despesas de PDD, (ii) crescimento das receitas de tarifas bancárias, (iii) relativa estabilidade das despesas administrativas ajustadas, (iv) redução da margem financeira, e (v) consequente redução do volume de tributos sobre o lucro"

Do resultado gerado, R$ 536,6 milhões foram destinados para pagamentos de juros sobre capital próprio e dividendos, que são distribuídos para acionistas. Do total gerado pelo Banrisul em 2019, R$ 4,171 bilhões, 44,1% foram destinados para pagamento de pessoal, 20,9% para pagamento de impostos, taxas e contribuições, 2,8% para remuneração de capitais de terceiros e 32,2% para remuneração de capitais próprios. 

O patrimônio líquido do Banrisul atingiu R$ 7,794 bilhões em dezembro de 2019. O aumento foi de R$ 515,5 milhões, ou de 7,1%, sobre 2018.

O banco estatal gaúcho também divulgou uma guidance para 2020, que são as projeções apresentadas geralmente pelas empresas ao mercado. A expectativa do Banrisul é que a carteira de crédito cresça de 9% a 13%, sendo de 10% a 14% para pessoa física. O retorno (ROE) deve ficar entre 14% e 17%. E o índice de eficiência deve oscilar entre 50% e 54%.

"Para 2020, vamos dar continuidade aos projetos que tragam eficiência operacional e que contribuam para solidificar ainda mais a saúde financeira e os índices de retorno apresentados pelo Banrisul.", finaliza a mensagem do presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho,  no comunicado enviado ao mercado financeiro. 

O Banrisul fechou 2019 com 1.115 pontos de atendimento, sendo 518 agências. Em janeiro, no entanto, o banco informou que fechará seis agências no Rio Grande do Sul e transformará outras três em postos de atendimento, que têm estrutura menor e ficam vinculados a outras operações. As unidades ficam em Porto Alegre e em Caxias do Sul, na serra gaúcha. No caso daquelas que terão o funcionamento encerrado, o banco diz que haverá uma "fusão" com outras agências.  

Em documento enviado a investidores internacionais em dezembro, o JPMorgan Chase projetou os impactos das mudanças do cheque especial no caixa do Banrisul. Segundo a instituição financeira com atuação internacional, o banco gaúcho será o mais afetado entre os que foram analisados, com uma redução de R$ 130 milhões no lucro líquido do banco. As regras entraram em vigor em janeiro de 2020 e o impacto, portanto, apareceria somente no próximo balanço. 

 

Mateus Bruxel / Agencia RBS

Mais notícias