Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Laboratório de droga sintética é descoberto na zona rural de Gravataí

Local fechado pela 3ª DP de Canoas abrigava uma verdadeira linha de produção capaz de produzir mais de 10 mil comprimidos

Um laboratório de ecstasy foi descoberto e fechado na manhã desta quarta-feira pela Polícia Civil em Gravataí. Quase 2 mil comprimidos prontos da droga sintética foram apreendidos pelos agentes da 3ª DP de Canoas sob comando do delegado Pablo Rocha. A fábrica estava instalada na zona rural do município.

Houve ainda o recolhimento de mais de dois quilos de insumos, incluindo corantes, que são suficientes para a produção de mais de 10 mil comprimidos. Prensas, moldes e formas com figuras diversas para a estampagem no próprio ecstasy também foram encontrados no local. Todo o material apreendido foi avaliado em mais de R$ 200 mil. Um Toyota Corolla foi alvo também da operação policial.

 

Na ação, um traficante, de 29 anos, foi preso em flagrante. Segundo o delegado Pablo Rocha, o entorpecente, normalmente comercializado em festas de música eletrônica conhecidas como raves, seria distribuída em Canoas e na Região Metropolitana. As investigações duraram em torno de um mês. O diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, delegado Mario Souza, destacou que foi “mais uma ação cirúrgica e qualificada”, sendo interrompida “uma verdadeira linha de produção de ecstasy”.

Mais notícias