Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

HUSM isola pacientes infectados por superbactéria em Santa Maria

Problema atinge seis pessoas, segundo o chefe da divisão médica.Pacientes são medicados com uma combinação de antibióticos. Problema atinge seis pessoas, segundo o chefe da divisão médica.Pacientes são medicados com uma combinação de antibióticos.

A superbactéria KPC infectou pacientes da unidade de tratamento intensivo do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM), na cidade da Região Central do Rio Grande do Sul, como mostra reportagem do RBS Notícias (confira no vídeo). As pessoas passam por tratamento e foram isoladas para evitar o contágio.Segundo o chefe da divisão médica do HUSM, Larry Argenta, o problema atinge seis pacientes. "A bactéria nem é mais agressiva pelo fato dela ser mais resistente. A preocupação é que é mais difícil de tratar", disse Argenta.Os pacientes estão sendo medicados com uma combinação de antibióticos, enquanto o hospital toma medidas para evitar que mais pessoas sejam contaminadas. "Reforço na questão de lavagem de mãos e de não compartilhar materiais, orientar equipes", enumera o chefe da divisão médica.Desde 2013 o HUSM não tinha casos de infecção por superbactéria. Por meio de nota oficial, o hospital diz que há três pacientes infectados e outros três, colonizados por bactéria em análise preliminar. O registro de contágio mais recente foi feito no último dia 5.O hospital diz que "há vários meses" realiza cultivos de vigilância de todos os pacientes são transferidos de outras instituições, e garante que "embora a resistência bacteriana seja uma realidade cada vez mais presente, os métodos diagnósticos são cada vez mais precisos e o controle de surtos mais eficaz". (Nelson Buzatto) 

Mais notícias