Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Grêmio recebe proposta de R$ 29,5 milhões por Luan

Oferta ainda não cativou o clube, que espera valores maiores pelo atacante  Oferta ainda não cativou o clube, que espera valores maiores pelo atacante 

Repousa sobre a mesa da presidência do Grêmio, já há alguns dias, uma oferta vigorosa do mercado espanhol para levar Luan. Os 9 milhões de euros (R$ 29,5 milhões), porém, apesar de serem tentadores, ainda não cativam o clube. O preço para a venda da jovem revelação é um pouco maior, entre 11 milhões de euros e 12 milhões de euros. Por isso, como destacou Fábio Koff após a posse de Romildo Bolzan Júnior, foi encaminhada uma contraproposta para atender o valor esperado. “O Luan tem um preço que não está comprovado no papel. Há contraoferta. Vou aguardar para ver com o presidente Romildo a necessidade do clube vendê-lo ou não. É uma decisão a ser tomada em quatro mãos”, destacou o agora vice de futebol, na quarta-feira, após a cerimônia de posse do novo presidente gremista.O Grêmio tem 70% dos direitos econômicos do atleta, após negociar 10% no início do ano para garantir mais 30% na venda de Alex Telles ao Galatasaray. Saltar de 10% para 40% dos direitos do lateral rendeu mais R$ 6 milhões. Se a venda do meia-atacante for pelos 9 milhões de euros, o clube teria direito a mais de R$ 20 milhões. Caso consiga que a oferta atenda ao seu desejo, a parte que cabe ao Grêmio giraria entre R$ 25 milhões e R$ 27,5 milhões. O valor ajudaria a equilibrar as finanças e diminuir o déficit da temporada. A direção não esconde que é necessário buscar receitas extraordinárias e esta pode ser uma delas.Sondagens desde a Libertadores Luan foi alvo de sondagens de diversas equipes ao longo da temporada. Principalmente na participação na Libertadores, a maioria de grandes centros, especialmente os mercados espanhol e italiano. Sevilla e Juventus foram dois times que observaram de perto os passos do atleta.Walace é outro nome que pode deixar o clube caso alguma boa proposta surja. No entanto, como o volante firmou-se há pouco tempo entre os titulares, os dirigentes dificilmente acreditam que qualquer negociação atinja o patamar desejado, que seria um valor entre 6 milhões de euros e 8 milhões de euros. O Grêmio é dono de 60% dos direitos econômicos do jogador. O restante pertence ao Avaí e a um grupo de investidores. (Nelson Buzatto) 

Mais notícias