Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Fraude contra INSS pode ter desviado mais de R$ 10 milhões em Santa Maria

Candidato a vereador no município em 2014 é um dos principais suspeitos.Esquema consistia em criar empregos fantasmas para receber benefícios. Candidato a vereador no município em 2014 é um dos principais suspeitos.Esquema consistia em criar empregos fantasmas para receber benefícios.

Mais de R$ 10 milhões podem ter sido desviados em uma fraude contra a Previdência Social e o Ministério do Trabalho em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul. Um homem que disputou as eleições no município é o principal investigado, como mostra a reportagem do RBS Notícias (veja o vídeo).   A investigação da Polícia Federal (PF) chegou à quarta etapa nesta quinta-feira (22). Um dos seis mandados de busca e apreensão foi cumprido na casa de um candidato a vereador nas eleições de 2012. Segundo a investigação, o politico é suspeito de criar vínculos de trabalho com empresas que só existiam no papel para pedir benefícios para ele e pelo menos mais 10 familiares. A mãe, a avó, tios, primos e até a namorada teriam recebido irregularmente aposentadoria, seguro desemprego e auxílio doença. “[Eram] vínculos falsos obtidos perante falsificação de documentos. Estes documentos foram arrecadados hoje em sua residência”, afirmou o delegado da PF Rafael França.  Também foram recolhidos pelos policiais documentos e cadernos de anotações em despachantes e escritórios de advocacia que são suspeitos de participar do esquema. Em outubro, quando a Operação Mendax começou, cinco pessoas foram indiciadas. Todos agiam da mesma forma: criavam vínculos falsos com empresas que não existiam para conseguir benefícios previdenciários. De acordo com a PF, mais de 150 pessoas estão envolvidas nas fraudes. (Nelson Buzatto) 

Mais notícias