Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Economia gaúcha fecha 2014 com crescimento zero

PIB gaúcho fechou 2014 com variação nula segundo Fundação de Economia e Estatística (FEE) PIB gaúcho fechou 2014 com variação nula segundo Fundação de Economia e Estatística (FEE)

A economia do Rio Grande do Sul teve variação nula em 2014. Crescimento, portanto, de 0% sobre 2013. Os dados foram divulgados nesta manhã pela Fundação de Economia e Estatística (FEE). A FEE ainda não está usando a nova metodologia do IBGE, que apontou crescimento de 0,1% na economia brasileira no ano passado. A agropecuária cresceu 0,6%, e os serviços também avançaram, 1,2%. Já a indústria caiu 3,2%. A agropecuária foi beneficiada pela safra de arroz e pela soja em 2014, que compensaram a queda de mais de 50% no trigo. Já a indústria de transformação caiu 4,2%. Só a metalúrgica acumulou recuo de 16% no ano. De todos os segmentos, apenas as fábricas de bebidas tiveram desempenho positivo. E, ainda assim, o crescimento foi de apenas 0,1%. Economista da FEE, Martinho Lazzari lembra que a redução da produção da indústria gaúcha acompanhou o que ocorreu no País todo. - Houve ainda a redução das exportações, especialmente para a Argentina. No comércio, foi registrado desempenho positivo em artigos de uso pessoal e farmácia. Setores que dependem de crédito tiveram queda em 2014. - Tivemos redução da massa salarial na Região Metropolitana e também redução no ritmo de criação de empregos. Afeta o consumo. – complementa o economista. PIB per capita Calculado a partir da divisão do PIB pelo número de habitantes, o PIB per capita caiu 0,4% – passando para R$ 29.560. Último trimestre Em relação ao trimestre anterior, o PIB do quarto trimestre caiu 0,1%. Neste indicador, o desempenho da agropecuária caiu 4,5%. O da indústria também teve recuo, de 1,7%. Só o setor de serviços teve crescimento, de 0,6%. (RG) Lucas Faustino

Mais notícias