Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Deputados federais tomam posse em sessão no plenário da Câmara

Nova legislatura tem 267 estreantes e maior índice de mulheres desde a redemocratização do Brasil

Os 513 deputados federais, dos quais 267 são estreantes, tomaram posse na manhã desta sexta-feira em sessão solene no Plenário Ulysses Guimarães da Câmara. Os representantes democraticamente eleitos reponderam à chamada individual, de Norte a Sul do Brasil, por ordem alfabética, e fizeram o juramento. "Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro e sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil", firmaram no compromisso.

A nova legislatura é marcada pelo maior índices de renovação nos últimos 20 anos: 52%. O percentual só foi ultrapassado duas vezes desde 1990, na eleição daquele ano (62%) e na de 1994 (243). O PSL, sigla do presidente Jair Bolsonaro, ganhou mais deputados novatos na legislatura: 47 de uma bancada de 52 parlamentares. Em segundo lugar, ficou o PRB (18), seguido pelo PSB (16), PT (15), PSD (14), PP e PDT (12 cada) e DEM (10). Os outros partidos elegeram menos de dez novos deputados.

A bancada feminina na também aumentou: são 77, o que corresponde a 15% da composição da Câmara. Em 2014, havia 51 deputadas, recorde registrado até então, conforme os dados disponíveis da Câmara. Dentre os 26 estados e o Distrito Federal, apenas três estados elegeram nenhuma mulher para a Câmara: Amazonas, Maranhão e Sergipe.

No que diz respeito à reeleição, o PT foi o campeão: dos 56 eleitos pela legenda em 2018, 40 foram reeleitos, seguido pelo MDB (25) PP (23), PR (22), PSD (20), DEM (19), PSDB (16), PSB (14), PDT (14) e PRB (11). As demais legendas reelegeram menos de dez deputados.

Deputados gaúchos

O Rio Grande do Sul será representado por 31 deputados, 28 homens e uma mulher, dos quais 19 obtiveram a reeleição no ano passado. Na bancada gaúcha, o PT é o maior partido, apesar de ter diminuído o número de cadeiras de oito para cinco em relação à última eleição. Na sequência, estão MDB e PP, com quatro cada. O PDT tem três, enquanto o PTB e o PSB têm duas cadeiras. O PR tem uma.

O Estado terá partidos estreantes na Câmara. O Novo ganhou um assento pela primeira vez: com o apoio de 349.855 eleitores, Marcel Van Hattem foi o mais votado no pleito e vai concorrer à presidência da Casa. O PSol elegeu Fernanda Melchionna. O caso mais expressivo é o do PSL, com três parlamentares: O partido surpreendeu ao obter uma soma de 436 mil votos para deputado federal no Rio Grande do Sul, o que representa 7,5% do total: Bibo Nunes, Sanderson Federal e Nereu Crispin.

Confira os deputados do Rio Grande do Sul

Marcel Van Hattem (Novo) - 349.855 votos

Onyx Lorenzoni (DEM) - 183.518

Giovani Cherini (PR) - 151.719

Paulo Pimenta (PT) - 133.086

Marcon (PT) - 122.838

Marlon Santos (PDT) - 116.483

Lucas Redecker (PSDB) - 114.346

Fernanda Melchionna (PSOL) - 114.302

Heitor Schuch (PSB) - 109.053

Henrique Fontana (PT) - 108.585

Carlos Gomes (PRB) - 103.373

Bohn Gass (PT) - 102.964

Danrlei de Deus Goleiro (PSD) - 102.662

Covatti Filho (PP) - 102.063

Márcio Biolchi (MDB) - 100.362

Alceu Moreira (MDB) - 100.341

Afonso Hamm (PP) - 100.018

Maria do Rosário (PT) - 97.303

Pedro Westphalen (PP) - 97.163

Giovani Feltes (MDB) - 93.088

Bibo Nunes (PSL) - 91.664

Jerônimo Goergen (PP) - 89.707

Sanderson Federal (PSL) - 88.559 

Osmar Terra (MDB) - 86.305

2Maurício Dziedricki (PTB) - 83.617 

Pompeo de Mattos (PDT) - 80.427

Daniel da TV (PSDB) - 74.789 

Marcelo Moraes (PTB) - 69.904

Afonso Motta (PDT) - 65.712 

Liziane Bayer (PSB) - 52.977

Nereu Crispin (PSL) - 32.200

 

Foto: Luis Macedo / Câmara dos Deputados

Mais notícias