Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Creluz inaugura fase B da usina solar

Empreendimento em Boa Vista das Missões marca o ingresso da cooperativa no mercado livre de energia
FOTOS - Márcia Sarmneto / Maicon Ferreira FOTOS - Márcia Sarmneto / Maicon Ferreira

Com sete usinas hidrelétricas em funcionamento, a Creluz inaugurou na manhã desta sexta, 5, a fase B da sua usina de energia solar, localizada às margens da BR-386, em Boa Vista das Missões. Em ato solene, a cooperativa reuniu lideranças regionais e convidados na sede do empreendimento, para marcar a entrega da obra à comunidade. Com a ampliação, a estrutura passa de 1.008 placas fotovoltaicas para 2.448 placas. Na primeira etapa em 2016 foram investidos R$ 4 milhões. Estima-se que o investimento agora seja superior a R$ 2 milhões.

Conforme o presidente da cooperativa, Elemar Battisti, a usina agora terá uma potência instalada de 730 kWp, com capacidade para iluminar até 640 casas. A mudança permitirá à Creluz entrar no mercado livre de produção de energia solar. Até então, a estrutura estava abastecendo as necessidades internas da instituição. O momento da inauguração marca os 20 anos da instalação da primeira usina da Creluz há 20 anos, no setor hidrelétrico.

Outra novidade que está em andamento é a construção de três usinas solares em Ametista do Sul. O município foi escolhido porque há problemas de disponibilidade de carga de energia principalmente no verão, e a estrutura vai fortalecer o abastecimento de energia. Com obras já iniciadas, a previsão é de terminar o projeto até o mês de novembro deste ano, para 1,5 Megawatts.

Subestação em Pinhal

Ainda está em fase de construção, uma subestação de energia em Pinhal, que vai se chamar Subestação Pinhal Augusto Moro, em homenagem ao associado que era o proprietário da área. A estrutura, que deve ser finalizada até setembro de 2020, deve trazer vantagens ao consumidor, como mais confiabilidade no sistema, melhor qualidade na distribuição com menos falta de energia e uma maior disponibilidade de energia para a região o que possibilita atrair mais investimentos para os municípios.

*Márcia Sarmento - Jornal Folha do Noroeste

Galeria de imagens
Mais notícias