FM 95.9 -FM106.5

AM 1160

Caso Rafael: áudio que cancelou julgamento foi encaminhado para o celular do pai

Conclusão é do IGP. Áudio não foi gerado pelo gravador de voz do WhatsApp do aparelho
FOTO - Juliano Verardi/TJRS/Arquivo FOTO - Juliano Verardi/TJRS/Arquivo

Foi concluída a análise realizada pelo Instituto-Geral de Perícias (IGP) no áudio que esteve no centro do impasse que levou ao cancelamento do júri sobre o assassinato do menino Rafael Mateus Winques, 11 anos. Em março deste ano, a mãe dele, Alexandra Salete Dougokenski, deveria ter sido julgada, em  Planalto, mas a defesa abandonou o plenário 11 minutos após o início, por ter um pedido de perícia negado. A análise apontou que a gravação foi encaminhada ao celular do pai.  

Leia a notícia completa no site Folha do Noroeste

Mais notícias