Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Caso Bernardo chega ao fim, os quatro réus são condenados

Foto: GaúchaZH Foto: GaúchaZH

Depois de oito horas de explanação dos promotores do Ministério Público e dos advogados dos réus do caso Bernardo, no Fórum de Três Passos, na quinta-feira, 14, a fase de debate da acusação e da defesa se encerrou na tarde desta sexta, 15, com a réplica e a tréplica das partes, que durou mais quatro horas.

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri, formado por sete pessoas, decidiu que os réus são culpados. A sentença foi proferida pela juíza Sucilene Engler, às 18h45, desta sexta-feira.

Os réus cumprirão as seguintes penas:

- Leandro Boldrini: 33 anos e 8 meses;

- Graciele Ugulini34 anos e 7 meses;

- Edelvânia Wirganovicz23 anos;

- Evandro Wirganovicz: 9 anos e 6 meses.

Leandro foi sentenciado a um total de 33 anos e 8 meses de reclusão. Em razão do tempo já cumprido de prisão desde 2014, restam oito anos de prisão a serem cumpridos pelo pai de Bernardo. Sendo 30 anos e 8 meses por homicídio, 2 anos por ocultação de cadáver e 1 ano por falsidade ideológica. A juíza citou a existência de personalidade dissonante, perversidade e a premeditação do crime.

Graciele foi sentenciada a 34 anos e 7 meses de prisão em regime fechado, sendo: 32 anos e 8 meses por homicídio e 1 ano e 11 meses por ocultação de cadáver. Em razão do período já cumprido (prisão preventiva), a madrasta de Bernardo ainda irá cumprir um tempo superior a 8 anos. Foi relatada a frieza emocional, insensibilidade e dissimulação da madrasta de Bernardo e a confissão da ocultação de cadáver.

Edelvânia Wirganovicz foi condenada a 23 anos de reclusão, inicialmente em regime fechado. Destes, 21 anos e 4 meses pelo homicídio e 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver. Também presa desde 2014, a assistente social cumprirá mais de 8 anos de prisão.

O irmão de Edelvânia, Evandro, foi condenado a 9 anos e seis meses de prisão, sendo 8 anos por homicídio simples e 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver. Preso desde maio de 2014, ele irá cumprir o restante da pena - entre cinco e oito anos- em regime semiaberto.

Leia também: Após divulgação da sentença, Três Passos fará caminhada em homenagem ao menino Bernardo

Mais notícias