Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Campanha de vacinação contra o sarampo começa nesta segunda-feira no RS

Postos de saúde do Estado estarão abertos no Dia D, marcado para 19 de outubro

A Campanha Nacional contra o Sarampo começa nesta segunda-feira (7) e terá duas etapas: em outubro, o alvo será crianças de seis meses a cinco anos incompletos; em novembro, será a vez de atualizar a carteira de vacinação dos jovens entre 20 a 29 anos. Isso porque o Brasil voltou a registrar casos da doença e perdeu o Certificado de Eliminação do Sarampo, concedido ao país em 2016 pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). De janeiro a outubro deste ano, mais de 4,5 mil casos foram confirmados em 17 estados brasileiros, provocando quatro mortes. No Rio Grande do Sul, são nove pessoas diagnosticadas com a doença.

A primeira etapa da campanha será de 7 a 25 deste mês, com o Dia D em 19 de outubro. Já a segunda etapa será de 18 a 30 de novembro, com a data principal de mobilização marcada para dia 30.

Em Porto Alegre, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), todos os postos vão oferecer a vacina no período da campanha entre 8h e 17h. Já as unidades Tristeza, Ramos, Modelo e São Carlos terão atendimento das 8h às 22h. A Clínica da Família, localizada na Restinga, terá vacinação das 8h às 20h.

Para garantir doses suficientes, o Ministério da Saúde anunciou a compra extra de 47 milhões de unidades da tríplice viral – que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Com isso, 60 milhões de doses serão distribuídas pelo governo federal neste ano. Para 2020, a previsão é enviar aos estados e municípios mais 65 milhões de vacinas deste tipo.

Conforme o ex-secretário da Saúde do Estado e atual secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, atualmente são 2,2 milhões de doses por mês para atender a rotina dos estados.

— Governo federal, estados e municípios estão unindo esforços para alcançar os 39,9 milhões de brasileiros que hoje estão suscetíveis ao vírus do sarampo — garante.

Apesar da faixa etária de 20 a 29 anos concentrar a maior parte desses brasileiros (35%), são os menores de 5 anos o grupo mais suscetível para complicações do sarampo. Dos quatro óbitos registrados este ano, três foram em crianças menores de 1 ano. Nessa faixa etária, 1,8 milhão estão desprotegidas.

Esquema Vacina por Faixa Etária do SUS

- 12 meses a menores de cinco anos: uma dose aos 12 meses (tríplice viral) e uma dose aos 15 meses de idade (tetra viral) – Em 2019, por tempo indeterminado, o Ministério da Saúde determinou a chamada dose zero – fora da rotina - para crianças entre seis meses e menos de um ano. O intervalo mínimo entre a dose zero e a 1ª dose (aos 12 meses) deve ser de 30 dias;

- cinco anos a nove anos não vacinadas anteriormente: Vacina Tríplice Viral - duas doses com intervalo de um mês entre as doses;

- 10 a 29 anos - Vacina Tríplice Viral - duas doses;

- 30 a 49 anos - Vacina Tríplice Viral - uma dose;

- profissionais da saúde, independentemente da idade - Vacina Tríplice Viral - duas doses 

* Com informações de GauchaZH

Mais notícias