Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Brigada Militar atualiza informações sobre roubo a banco com sequestro no Norte

Gerente feito refém foi deixado na agência com explosivos presos ao corpo, em Sagrada Família

Em boletim divulgado à imprensa, o 39º Batalhão de Polícia Militar (39º BPM) de Palmeira das Missões atualizou às 13h22 informações sobre o sequestro de um gerente de banco seguido de roubo à agência da Sicredi em Sagrada Família, no Norte do Rio Grande do Sul.

Assim que foram comunicadas, na manhã desta sexta-feira, 4 de janeiro, guarnições do Pelotão de Operações Especiais (POE) e do 3º Pelotão de Boa Vista das Missões começaram buscas pelos criminosos. Pelo menos quatro pessoas encapuzadas e armadas com pistolas chegaram à residência da vítima em torno das 22h30 de quinta-feira, renderam a família e entre 8h e 8h30 do dia seguinte, se deslocaram até o banco, subtraíram dinheiro e deixaram o gerente no local com explosivos presos ao corpo.

Além de uma espingarda calibre .12 levada da casa da vítima, os ladrões ainda fugiram com um Volkswagen/Gol pertencente ao banco, carro encontrado abandonado nas proximidades da comunidade de Esquina Gaúcha.

Policiais militares seguem as buscas pela região em busca dos assaltantes. Como é necessário emprego de pessoas especializadas para desativar explosivos, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Brigada Militar foi acionado para retirar o artefato amarrado no corpo do gerente.

Para lembrar

Recentemente, o Gate foi chamado para desativar explosivo também em casos de ataques a banco em Redentora, no Noroeste do Estado. Em dezembro de 2018, o município teve duas agências assaltadas simultaneamente com explosão de caixas eletrônicos na madrugada de 6 de dezembro. Os profissionais detonaram um artefato deixado dentro da agência da Sicredi, atacada ao mesmo tempo que o Banrisul, distante cerca de 50 metros. Até sua chegada, os arredores dos locais tiveram que ser evacuados.

 

Cristiane Luza

Jornal Folha do Noroeste

Mais notícias