Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Brasil vence o Peru por 3 a 1 e fica com o título da Copa América

Campeão pela última vez em 2007, Seleção Brasileira conquistou o campeonato pela nona vez na história
Foto: Juan Mabromata / AFP Foto: Juan Mabromata / AFP

O título, que não vinha há 12 anos, voltou a ser comemorado. Jogando em casa, o Brasil venceu o Peru pelo placar de 3 a 1 e conquistou a Copa América pela nona vez em sua história. A partida foi realizada no Maracanã, na tarde deste domingo. 

Os gols do Brasil foram marcados por Everton e Gabriel Jesus, ainda no primeiro tempo. Na etapa inicial, Paolo Guerrero, de pênalti, marcou a favor do Peru. Richarlison, também de pênalti, fechou o placar.

Além dessa conquista, Brasil também havia vencido a competição em 1919, 1922, 1949, 1989, 1997, 1999, 2004 e 2007. 

Everton e Guerrero marcam na etapa inicial

Assim como aconteceu no duelo contra o Chile, pela semifinal, o Peru começou se impondo na partida. Ficou com a bola e ocupou o campo de defesa da Seleção Brasileira. Nos primeiros minutos, teve duas finalizações perigosas, contra nenhuma chance criada pelo Brasil, que não chegava à frente.

Mas foi o Brasil quem marcou o gol, na primeira investida mais forte ao ataque. Daniel Alves levantou bola para Gabriel Jesus na direita. O atacante limpou a marcação e cruzou na medida para Everton empurrar para as redes e abrir o placar. O jogador do Grêmio foi o grande nome da partida: comandou as ações pelo lado esquerdo e levou perigo sempre que foi acionado. 

Apesar do gol, o Brasil não conseguiu mais criar boas chances para marcar, mesmo ficando por mais tempo com a bola. E aí o jogo ganhou ares de dramaticidade. Em lance polêmico que contou com a participação do VAR, Marquinhos tocou com a mão na bola dentro da área após um carrinho e, após consulta ao vídeo, o árbitro confirmou a infração. Guerrero, com tranquilidade, empatou o jogo.

Quando o jogo já se encaminhava para o intervalo com um empate, o Brasil voltou a ficar em vantagem. Firmino roubou bola pelo lado direito e soltou para Arthur, que achou Gabriel Jesus bem posicionado. Ele dominou e chutou no canto direito de Gallese, para fazer 2 a 1 ainda no primeiro tempo. 

Expulsão polêmica e pressão peruana 

No segundo tempo, o Brasil repetiu a tendência da etapa inicial, e se manteve mais tempo com a bola. Aos 15 minutos, números eram muito parecidos com o que se viu antes do intervalo: 62% a 38% em favor da Seleção que, no entanto, não conseguia converter isso em chances claras de marcar. 

Precisando do gol que forçaria a prorrogação, o Peru passou a pressionar o Brasil. A partir dos 20 minutos, a equipe andina viveu seu melhor momento no jogo, insistindo nos cruzamentos buscando Guerrero e dando trabalho ao sistema defensivo brasileiro. 

Aos 25 minutos, outro lance polêmico contra o Brasil. Gabriel Jesus subiu em dividida com Advíncula e, na interpretação do árbitro, o brasileiro atingiu o lateral peruano. Como já tinha cartão amarelo, o atacante brasileiro acabou expulso. 

Apesar da pressão ensaiada pelo Peru, foi o Brasil quem fechou o placar. Everton invadiu a área e foi derrubado aos 41. Após nova consulta ao VAR, o árbitro confirmou pênalti. Richarlison bateu no canto direito de Gallese e definiu o placar e o título para a Seleção.

Copa América - Final 

Brasil 3
Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho (Eder Militão); Gabriel Jesus, Everton e Roberto Firmino (Richarlison). Técnico: Tite

Peru 1
Gallese; Advíncula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia (González), Yotún (Ruidíaz), Carrillo, Cueva e Flores; Paolo Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca. 

Gols: Everton (14/1T), Gabriel Jesus (47/1T) e Richarlison (44/2T); Guerrero (43/1T) 
Cartões amarelos: Gabriel Jesus e Thiago Silva (Brasil); Tapia (Chile) 
Cartão vermelho: Gabriel Jesus (Brasil) 
Árbitro: Roberto Tobar (Chile) 
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ) 
Renda: R$ 38.769.850,00

Mais notícias