Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Bolsonaro anuncia Osmar Terra para Ministro da Cidadania

O presidente eleito Jair Bolsonaro escolheu o deputado Osmar Terra (MDB-RS) para ser o ministro da Cidadania. A informação foi divulgada pela assessoria do governo de transição na tarde desta quarta-feira (28).

A pasta, que será criada, responderá pela área social do governo federal e reunirá Desenvolvimento Social, Esporte e Cultura. De acordo com o futuro ministro, parte da Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad), que cuida do tratamento de dependentes químicos, também será submetida à pasta.

O emedebista já cuidou da área social no governo de Michel Temer, quando comandou o atual Ministério do Desenvolvimento Social.

Mais tarde, pelo Twitter, Temer elogiou a escolha de Osmar Terra para o comando do Ministério da Cidadania.

Terra é o 18º ministro anunciado pelo futuro governo Bolsonaro. Durante a campanha eleitoral, afirmou que os atuais 29 ministérios seriam reduzidos para 15. Nesta terça (28), afirmou que o número de pastas poderia chegar a 20.

Primeira entrevista

Na primeira entrevista após ser anunciado, Osmar Terra negou ter sido indicado pelo MDB para o cargo, acrescentando que o nome dele foi apresentado a Bolsonaro por frentes parlamentares ligadas à área social.

Terra afirmou, ainda, que o próximo governo cumprirá a proposta de campanha de Bolsonaro de pagar 13º salário no Bolsa Família. O futuro ministro explicou que o combate à fraudes no programa facilita a busca pelos recursos necessários.

"O presidente pediu isso, e vai ser cumprido. Com esse ajuste que se fez, de saírem aqueles que não precisavam do programa, é mais fácil conseguir o recurso do 13º", disse.

Sobre o futuro da Lei Rouanet, Terra declarou que será preciso "estudar" a situação.

Bolsonaro defendeu durante a campanha eleitoral mudanças nas leiusada como mecanismo de incentivo à cultura no país por meio de renúncia fiscal. O presidente eleito é crítico do repasse de recursos para "artista famosos".

O futuro ministro também afirmou acreditar que a futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, auxiliará os programas sociais do governo. Ela já declarou que pretende participar de "todos os projetos sociais possíveis".

Perfil

Médico com mestrado em Neurociência, o porto-alegrense Osmar Gasparini Terra, de 68 anos, é deputado federal. Filiado desde 1986 ao MDB, ele foi prefeito de Santa Rosa (1993-1996), secretário de Saúde do Rio Grande do Sul e ministro do Desenvolvimento Social no governo de Michel Temer.

Terra está na Câmara dos Deputados desde 2001, de onde se licenciou para integrar o governo Temer. Ele assumiu a pasta do Desenvolvimento Social em maio de 2016.

O político gaúcho ficou no ministério, responsável pelo programa Bolsa Família, até abril deste ano, quando foi exonerado para disputar a eleição. Na pasta, dedicou-se a combater fraudes no pagamento do benefício.

Também como ministro, Osmar Terra promoveu um pente-fino nas aposentadorias por invalidez e nos auxílios-doença pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

 

Mais notícias