Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

BM realiza cerco em Barra do Ribeiro após confronto de criminosos com policiais civis e militares

Quadrilha foi descoberta em esconderijo em Tapes pela Delegacia de Roubos de Veículos do Deic

Um cerco policial permanece montado em Barra do Ribeiro após uma quadrilha especializada em roubos de veículos confrontar-se com a Polícia Civil e depois com a Brigada Militar na noite dessa quinta-feira. Três criminosos, armados inclusive de fuzil, encontravam-se refugiados nos matagais próximos da BR 116. As buscas prosseguem nesta sexta-feira com a mobilização dos efetivos do 31º BPM e do 30º BPM junto com a tropa do 1º Batalhão de Choque e um helicóptero do Batalhão de Aviação da BM. O comandante do 30º BPM, major Marcelo Nunes Ferreira, destacou que, durante a ocorrência, foi dado um alerta geral às unidades da BM em toda a região. “Desde a madrugada tem um cerco”, confirmou. Já o comandante do 31º BPM, tenente coronel Rodrigo França, assegurou que o cerco não tem prazo para ser encerrado.

Dois criminosos já haviam sido presos antes em Tapes pela Delegacia de Roubos de Veículos do Departamento Estadual de Investigações Criminosas da Polícia Civil que investiga a quadrilha. Houve a apreensão de uma pistola calibre 380 e de um revólver calibre 38, além de farta munição, algemas, cordas, toucas ninjas, luvas, miguelitos, celulares e radiocomunicadores, entre outros objetos. Um Fiat Siena, um Chevrolet Onix, um Volkswagen Santana e um Peugeot 208 também foram recolhidos.

Carro rastreado 

A investigação sobre a quadrilha por parte da Delegacia de Roubos de Veículos do Departamento Estadual de Investigações Criminosas da Polícia Civil é comandada pelos delegados Marco Guns e Rafael Liedtke. Duas equipes em viaturas discretas haviam sido enviadas no final da tarde dessa quinta para Tapes após rastrearem o percurso do Fiat Siena, que havia sido roubado na Capital e tinha placas clonadas. “O veículo estava dentro de uma residência com os outros três carros”, recordou o delegado Rafael Liedtke. Houve então um pedido de ajuda ao efetivo do 30º BPM e aos agentes da DP de Tapes e de Camaquã. “Antes do apoio chegar os criminosos investiram contra os policiais, inclusive de fuzil 556, efetuando disparos”, acrescentou.

Três suspeitos dentro da casa conseguiram fugir pelos fundos, mas outros dois foram presos. Todo o material apreendido estavam na moradia. A quadrilha vinha roubando veículos em Porto Alegre e região Metropolitana, além de cometer assaltos em estabelecimentos comerciais. O delegado Rafael Liedtke afirmou que o bando planejava inclusive roubar o cofre de um posto de combustíveis entre a quinta-feira e esta sexta-feira. 

Na fuga, o trio de fugitivos roubou um Renault Clio após renderem a proprietária e uma funcionária de um camping ainda em Tapes. As duas foram levadas juntas como reféns. O efetivo do 30º BPM perseguiu pela BR 116 o veículo cujos ocupantes confrontaram atirando de fuzil pelo vidro traseiro contra as viaturas, mas os policiais militares não puderam revidar devido à presença das reféns. Pressionados, os assaltantes abandonaram o automóvel com as duas vítimas ilesas já em Barra do Ribeiro. Em seguida, ingressaram em uma região de matagal, área que foi cercada pela Brigada Militar. 

 

Foto: Polícia Civil 

Mais notícias