Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Bloqueio de caminhões deixa postos sem combustíveis no Oeste de SC

Pelo menos três postos apresentam problemas de abastecimento na região. Pelo menos três postos apresentam problemas de abastecimento na região.

A manifestação de caminhoneiros começa a causar prejuízos na região Oeste de Santa Catarina. Pelo menos três postos de São Miguel do Oeste estão sem ou quase sem combustível nas bombas. De acordo com Vilmar Bonora, integrante da comissão que organiza o movimento em Santa Catarina, os caminhões de combustíveis estão retidos em todos os pontos de bloqueio na região. "O único combustível que passa é para um posto de São Miguel do Oeste que abastece viaturas, carros dos bombeiros, ambulâncias, mais nenhum", detalha. Ele confirmou que há posto na cidade sem combustível. Bonora afirma que o movimento acontece em todo país. Segundo ele, até a tarde deste sábado (21), caminhoneiros em 11 municípios apoiam o movimento, sendo 10 cidades com paralisações na BR-282 no Oeste. Além desses bloqueios, segundo ele, caminhoneiros em Criciúma também pararam caminhões na BR-101. No entanto a Polícia Rodoviária Federal confirmou oito bloqueios até esta tarde, mas não havia recebido informações sobre a paralisação no Sul do estado. Apenas veículos de carga perecível podem passar pelas barreiras montadas na BR 282, além de ônibus e veículos de passeio. Na tarde de sexta (20) o grupo havia bloqueado a passagem de cargas de ração e leite. No entanto, como os agricultores aderiram ao movimento, a passagem foi liberada neste sábado (21). O protesto iniciou na quarta-feira (18) à tarde. Os manifestantes reivindicam melhores condições nas rodovias da região e protestam contra o aumento no valor de combustíveis. Segundo a PRF, nas margens das BRs 282 e 163, eles abordam os caminhões que passam pelo local e negociam com os motoristas para aderirem ao movimento. De acordo com Vilmar Bonora, há cerca de 700 caminhões parados em São Miguel do Oeste, além de 300 em Maravilha e veículos parados também em Xanxerê. Falta de combustível Caminhões transportadores de combustíveis estão sendo totalmente impedidos de entrar, conforme informações de donos de postos consultados pelo G1. Já o presidente do sindicato dos postos de combustíveis de Chapecó e região, Sérgio Galli, afirma que o abastecimento dos postos ainda não foi comprometido. "Eu mesmo tenho um caminhão transportador e não tive problemas", explica. Apesar disso, ao menos três postos de São Miguel de Oeste apresentam problemas. Em um deles, a atendente Taís Gonçalves, confirma que não há mais nenhum combustível na unidade. Em outro estabelecimento, a previsão é pessimista. "Aqui no posto temos combustível só até hoje, acredito eu" , conta a dona, Silvana Daltoé. Já as bombas de gasolina de outro local abastecem somente bombeiros e policiais da cidade. "Não tem previsão de até quando dure, mas temos pouco e por isso só estamos abastecendo as autoridades", comentou a atendente Elis Kessler. Os três postos informaram acreditar que os caminhões estejam sendo totalmente impedidos de entrar na cidade, pois a informação que circula pelo município é de que todos os postos estejam totalmente sem ou prestes a ficar sem combustível. (G1) Lucas Faustino    

Mais notícias