Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Banrisul tem lucro líquido de R$ 655,3 milhões no primeiro semestre de 2019

Evolução de 29,5% em relação ao mesmo período de 2018

O Banrisul atingiu no primeiro semestre de 2019 o lucro líquido de R$ 655,3 milhões, uma evolução de 29,5% em relação ao mesmo período de 2018. O lucro líquido recorrente, ajustado aos eventos extraordinários, totalizou R$ 625,6 milhões nos primeiros seis meses deste ano, crescimento de 23,7% frente ao registrado no mesmo período de 2018, com retorno recorrente anual de 17,6% sobre o patrimônio líquido médio. Os números do balanço financeiro do banco em 2019 foram divulgados pelo presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho e diretores da instituição financeira no auditório do banco, em Porto Alegre.

"O ótimo desempenho no primeiro semestre de 2019 reflete a estabilidade do resultado bruto da intermediação financeira e o aumento das receitas de tarifas bancárias e prestação de serviços", destacou Coutinho.

O presidente descartou a possibilidade de privatização do banco. Para Cláudio Coutinho, o destino das ações depende dos acionistas e o estado do Rio Grande do Sul é o maior deles. “Toda a orientação que o governador Eduardo Leite me passou foi de que ele tinha como promessa de campanha de não privatizar o Banrisul”, ressaltou. “Até hoje, ele nunca se posicionou de forma diferente”, acrescentou.

Durante um evento na segunda-feira em São Paulo, a 20ª Conferência Anual Santander, que reuniu lideranças nacionais e cerca de 500 dos principais investidores brasileiros e estrangeiros para debater as perspectivas econômicas do país e o que deve ser feito para a retomada do crescimento, o governador Eduardo Leite voltou a reafirmar que o banco seguirá público, descartando a privatização da instituição financeira.

Segundo Coutinho, os números apresentados vieram de um esforço de contenção de custos e da queda da inadimplência. O número de clientes em dívida caiu de 3,37% para 2,2% entre junho de 2018 e junho de 2019. O patrimônio líquido do banco atingiu R$ 7,5 bilhões em junho de 2019 (6,9%) ou R$ 487,5 milhões acima da posição de junho de 2018.

Os ativos totais apresentaram saldo de R$ 79,4 bilhões em junho de 2019 com ampliação de 5,5% em relação a junho do ano passado, proveniente do aumento nos depósitos e nos recursos em letras. A carteira de crédito do banco registrou saldo de R$ 34,2 bilhões em junho de 2019, um crescimento de 7% ou R$ 22 bilhões nos 12 meses.

O saldo da carteira de crédito rural atingiu R$ 2,3 bilhões em junho de 2019. Nos primeiros seis meses deste ano, foram contratadas 6.129 operações, com volume total de R$ 780,4 milhões. No último ano agrícola encerrado no dia 30 de junho de 2019, o banco aplicou R$ 1,7 bilhão em financiamentos para o agronegócio gaúcho. Com relação a rede Vero foi registrado no primeiro semestre de 2019, R$ 161,3 milhões de transações de débito e crédito.

Em volume financeiro, o valor transacionado totalizou R$ 14,2 bilhões, o que resultou em um crescimento de 13,8% quando comparado como o primeiro semestre de 2018. No primeiro semestre de 2019, o banco investiu R$ 139,3 milhões em modernização tecnológica com a ampliação da infraestrutura de TI.

Nos primeiros seis meses deste ano, os canais de Internet Banking (Home e Office Banking) e Mobile Banking (Minha Conta, Afinidade e Office acessados por meio do aplicativo Banrisul Digital) tiveram 123,9 milhões de acessoas - 34,4% superior ao mesmo período de 2018, o que equivale a uma média de 688,8 mil acessos diários.  

Mais notícias