Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Aumento de salário de governador, vice e deputados pode custar R$ 3 milhões por ano

Impacto com a folha no Rio Grande do Sul deve subir de R$ 20 milhões para R$ 23 milhões Impacto com a folha no Rio Grande do Sul deve subir de R$ 20 milhões para R$ 23 milhões

Após a aprovação na Câmara Federal, nesta quarta-feira, do projeto que concede aumento salarial para presidente da República, ministros do STF e deputados federais, a Assembleia Legislativa espera o aval do Senado para votar o efeito-cascata do reajuste para o Rio Grande do Sul. Levando em consideração as 19 secretárias do futuro governo e os vencimentos dos 55 deputados, do governador e do vice, e incluindo o 13° salário, o gasto anual para os cofres públicos pode aumentar em R$ 3 milhões, chegando a R$ 23 milhões. Hoje, com 26 secretarias, a folha gira em torno de R$ 20 milhões por ano.A Mesa Diretora vai apresentar um projeto substitutivo, nesta quinta-feira, para elevar os vencimentos do governador e dos deputados estaduais para R$ 25,3 mil. No momento, o chefe do Executivo ganha R$ 17,3 mil por mês, contra R$ 20,2 mil dos parlamentares. Por lei, o salário dos parlamentares gaúchos corresponde a 75% do que recebe um deputado federal. Já os secretários de Estado e o vice-governador, que recebem R$ 11,5 mil, vão passar a receber R$ 18,9 mil.O reajuste entra em vigor a partir de janeiro de 2015, exceto o dos deputados, que só deve valer depois da posse, em fevereiro. A aprovação depende de maioria simples, ou seja, 28 votos entre 55 parlamentares. (Nelson Buzatto) 

Mais notícias