Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Assinado acordo que garante visibilidade do Salto do Yucumã

Os turistas podem contemplar a maior queda d'água horizontal do mundo - 1,8 quilômetros de extensão - aos finais de semana sem comprometer a geração de energia elétrica. Este é o resultado do acordo da Agência Nacional de Águas (ANA), que definiu as regras para a operação da Usina Foz do Chapecó, em operação desde 2010, garantindo a visibilidade do Salto do Yucumã, no Parque Estadual do Turvo, em Derrubadas.   

O acordo, oficializado na manhã desta terça-feira (6) em ato no Palácio Piratini, é resultado de uma antiga reivindicação da Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) junto ao governo federal. Em razão da grande quantidade de água do Rio Uruguai, escoada pela usina hidrelétrica Foz do Chapecó, na maior parte do tempo, o salto ficava submerso, prejudicando o turismo dos dois lados do rio, que divide o Parque Estadual do Turvo e o Parque Provincial Moconá, na província argentina de Misiones. 

A partir de agora, em períodos de pouca chuva que caracterizam baixas vazões, a descarga deve ser igual ou inferior a mil metros cúbicos de água por segundo entre o meio-dia de sexta-feira e o meio-dia de domingo. A operação é administrada pelo Ministério de Minas e Energia, respeitando as demandas do setor energético. 

Mais notícias