Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

30º Carijo: O maior da história segundo os organizadores

Celso Valduga ainda frisou que não será permitida a execução de outros estilos musicais nas barracas do Parque Celso Valduga ainda frisou que não será permitida a execução de outros estilos musicais nas barracas do Parque

A programação oficial do 30º Carijo da Canção Gaúcha, que acontece no Parque Municipal de Exposições Tealmo José Schardong, começou às 15h desta quarta-feira. Nesse horário ocorreu o acendimento da Chama Simbólica de Abertura do 30º Carijo, no sitio Elisa, propriedade de Mozart Pereira Soares.A centelha Simbólica foi acesa em homenagem ao centenário de nascimento do professor Doutor Mozart Pereira, que completaria 100 anos em março.  Doutor Mozart foi quem deu nome, juntamente com demais expoentes do tradicionalismo, a um dos festivais mais conhecidos do estado, o Carijo da Canção Gaúcha. Para o secretário de Cultura de Palmeira das Missões, Celso Valduga, esta 30ª edição promete ser o maior da história. “Espero que o 30º Carijo seja o maior de todos estes 30 anos. Vamos depender do tempo, mas se levarmos em consideração o Carijo do ano passado, quando choveu 30 horas, recebemos mais de 100 mil pessoas”, relatou Valduga. O 30º Carijo também receberá um número maior de autoridades estaduais, mais músicos, compositores e interpretes. Na primeira noite acontecerá o show com Walter Morais, que será também uma homenagem para o cantor tradicionalista, intérprete da música que se tornou hino de Palmeira, entoando os versos: “Eu tenho orgulho de ser da Palmeira, terra missioneira, que amo e bem digo”.Celso Valduga ainda frisou que não será permitida a execução de outros estilos musicais nas barracas do Parque. “Estou passando em todas as barracas avisando que a música aqui é gaúcha, é Carijo da Canção Gaúcha”, afirma Valduga. O evento tem a cobertura do Complexo Luz e Alegria.AI/Prefeitura de Palmeira das Missões(Agostinho Piovesan)

Mais notícias