FM 95.9 -FM106.5

AM 1160

RELACIONAMENTO DAS BEM-AVENTURANÇAS, COM O DESEJO, DE FELICIDADE, DO HOMEM?

SUCULENTAS QUE VOCÊS ENCONTRAM NA ESQUINA DA SOLIDARIEDADE EM FREDERICO WESTPHALEN/RS
Vídeo

Meus amigos e minhas amigas!

Estamos tratando,

As Bem-Aventuranças,

Que são Centrais,

Na pregação de Jesus.

Por que?

Porque Ele veio até nós,

Para nos trazer o Evangelho,

A Boa Nova,

Ou o caminho

Para nos fazer felizes.

É isso que nós procuramos.

É isso o que Deus nos quer ensinar,

O caminho da felicidade,

E aqui aparece a pergunta de Nº 361,

Do Compêndio do Catecismo,

Da Igreja Católica.

E trata da seguinte questão:

COMO,

SE RELACIONAM,

AS BEM-AVENTURANÇAS,

COM O DESEJO,

DE FELICIDADE,

DO HOMEM?

Como se relacionam,

As Bem-Aventuranças,

Com o desejo,

Que temos de ser felizes?

Sim!

Porque ou acreditamos,

Que Cristo,

Nos veio trazer uma Proposta de felicidade.

Ou parece:

Ele ensinou uma coisa,

Mas eu vou fazer outra.

Não!

Há uma relação, e o Compêndio,

Diz isto de forma muito clara:

“As Bem-Aventuranças,

Respondem ao desejo inato,

De felicidade

Que Deus colocou no coração humano”.

Então as Bem-Aventuranças,

São uma resposta,

Ao desejo:

Que eu tenho,

Que você tem,

Que nós Temos.

Que quem viveu no século quito tinha.

Que quem viveu no século décimo tinha,

Que quem viver daqui a vinte séculos vai ter.

O desejo de felicidade.

O ser humano:

Não é preciso que os pais,

Que a sociedade,

Ensinem a criança:

Olhem,

Vocês tem que procurarem ser felizes.

A criança procura isso.

E vai querer tal pessoa,

E vai quere buscar tal coisa,

O desejo de ser feliz.

Só  que dada

A inclinação para o mal,

Podemos buscar.

A nossa felicidade de forma errada,

Segundo nossas próprias idéias,

Quem resumiu isto,

De forma muito feliz foi,

Santo Agostinho,

Santo Agostinho, foi um homem extraordinário,

Que a Igreja teve.

Aliás,

O Papa Emérito Bento XVI,

É um fã Ardoroso dele,

Estudou muito e fez a sua tese,

De Doutorado no tempo de estudante,

Sobre Santo Agostinho.

Santo Agostinho, foi um Grande estudioso,

E queria encontrar a felicidade,

Quando este quis fazer uma Síntese sobre,

A sua vida,

Sobre a sua busca de felicidade,

E estudou Filosofia daqui e filosofia dali,

Ele queria que lhe respondesse,

Como ser feliz?

Ele tinha aquele desejo,

Mas não se sentia realizado.

E quanto mais ele buscava,

Mais ele se sentia desorientado,

Perdido.

E se perguntava:

Será que ninguém é capaz

De me dar a receita da felicidade?

Ele era Ateu.

Ele achava que as filosofias de sua época,

Seriam capazes

De lhes dar uma resposta,

Finalmente encontrando Deus,

Encontrou o caminho da felicidade,

E no seu livro de sua autobiografia:

As Confissões

Assim se expressa:

“Criaste-nos para ti Senhor,

E inquieto está o nosso coração,

Enquanto não repousa em Ti”

Repito:

Criaste-nos para ti Senhor,

E inquieto  está o nosso coração,

Enquanto não repousa  em Ti.

Inquieto.

Em outras palavras,

Não adianta nos debatermos,

Procurarmos por aqui,

Procurarmos por ali,

Procurando a felicidade.

A felicidade encontra-se em Deus.

O Beato Charles de Foucaul,

Chegou a dizer isto:

“Quando encontrei Deus,

Ele era ateu,

Descobri que nada mais,

Poderia me satisfazer,

Senão Deus.”

Deus basta.

Deus somente  Ele,

É capaz de responder este anseio,

De felicidade em que  está profundamente,

Arraigado em nosso coração.

Para que você faça esta experiência de Deus.

Para que você faça esta experiência,

Com as Bem-Aventuranças.

Para isso, recebam a benção de Deus Todo Poderoso:

O Pai, o Filho, o Espírito Santo.Amém.

Fiquem na paz e no amor de Deus!

Mais notícias