FM 95.9 -FM106.5

AM 1160

O QUE, EXIGE, E O QUE, PROÍBE, O DÉCIMO, MANDAMENTO?

Áudio

Meus amigos e minhas amigas!

Louvado Seja Jesus Cristo,

Que nos Ama!

Com a ajuda,

Do Compêndio do Catecismo,

Da Igreja Católica,

Estamos nos Debruçando sobre os,

Mandamentos e  Descobrimos,

Que neles há um Caminho de Vida.

Neles há uma Espiritualidade,

Todo um Jeito de nos Relacionarmos,

Com o Nosso Deus e Senhor.

E nesta Caminhada chegamos ao,

Décimo (10º) Mandamento:

“Não Desejarás coisa Alguma,

Do teu Próximo”.

Ou com lemos no Livro do Êxodo 20,17:

“Não Cobiçarás coisa Alguma,

Que Pertença a teu Próximo”.

Vemos pois,

Que o Décimo (10º) Mandamento,

Completa o Nono (9º),

O Nono (9º), era sobre a Mulher do Próximo,

Portanto também o Marido da Próxima.

O Décimo (10º), trata das coisas da Cobiça,

De uma Atitude interior do Respeito,

Em Relação a Propriedade Alheia.

Respeito.

Não se deixar levar pela Avidez.

Há Pessoas que querem ter mais,

E quando Alcançam aquilo que podiam ter,

Não se Contentam e querem mais,

Quer Dizer este Desejo de Ter mais e mais,

Já é o Próprio Castigo desta Pessoa.

Quer dizer,

Esta Pessoa fica Eternamente Insatisfeita.

Ora, os Bens foram dados neste mundo,

Para Vivermos com Alegria.

Com Deus.

Com os Outros,

Com a Natureza,

Conosco mesmos,

Para Vivermos Intensamente.

Não para Armazenarmos

E Possuirmos cada vez mais.

O Povo diz: “No Caixão não há Gavetas”.

Ninguém levará suas casas,

Ninguém levará suas  fazendas,

Ninguém Levará suas Poupanças,

Ninguém Levará as suas Ações.

Ninguém levará Consigo.

Queira Deus que tudo isso,

Não se torne Causa de Perda,

Da Vida Eterna.

Mais ainda,

Ligada a  este desejo Desenfreado,

De ter os Bens,

Tem a Inveja.

O que é a Inveja?

É a Tristeza, que se Experimenta,

Perante os Bens Alheios.

O Desejo imoderado de Possuí-los.

A Pessoa,

Não pode ter um determinado bem,

Que  Pode ser, não um Bem Material,

Por exemplo  Uma Quantidade de Dinheiro,

Uma casa,

Uma Fazenda,

Pode ser também a Inteligência do Próximo.

E a Pessoa deseja tanto,

Que começa a Desejar mal do outro,

Porque,

Tem uma Coisa que eu Gostaria de Ter,

Que eu não Tenho.

A Inveja faz com que a Pessoa Invejosa,

Seja a Primeira a  Prejudicar-se.

Percebemos assim,

Que o que Deus quer nos Ensinar,

É a Liberdade diante dos Bens.

Paulo traduziu tudo isso,

De uma Forma muito Bonita:

“Que é Preciso ter como se não Tivesse,

Usar como se não usasse”.

E usar sim, os Bens Materiais,

Para Exercitar a Caridade.

Para Crescermos em Santidade.

Alegrando-nos por ter Bens,

Para podermos ajudar outros.

Não é que necessariamente o ter Bens,

É uma coisa má.

Não.

Na dica disso.

O ter o suficiente é Ótimo.

Mas muitas vezes o ter mais,

Que o Suficiente,

É uma Ocasião,

Que Deus nos Possibilita isso,

Para Exercermos a Misericórdia,

Para Exercermos a Bondade

E Ajudarmos,

Aqueles que opor Falta de Condições,

De Capacidade ou de Estudo,

De um Ambiente de Família,

Que o Ajudasse Crescer,

Não tem o Necessário,

Para ter uma Vida Digna.

Por isso, usar os bens de Forma Ordenada,

É uma Virtude.

E vai de Acordo,

Com o Décimo(10º) Mandamento.

E para que você saiba usar bem os Dons,

Que Deus Coloca em sua Vida,

Além da sua Inteligência

Além das Capacidades,

Além dos Talentos,

Também Saiba Usar os seus Bens,

Para isso, Recebam a Benção de Deus Todo Poderoso:

O Pai, o Filho, o Espírito Santo. Amém.

Fiquem na paz e no amor de Deus!

Mais notícias