FM 95.9 -FM106.5

AM 1160

Programa em Santa Maria quer reduzir fila de 30 mil exames e consultas

Pode público afirma ter R$ 5 milhões para viabilizar iniciativa até o fim do ano Pode público afirma ter R$ 5 milhões para viabilizar iniciativa até o fim do ano

Santa Maria tem, atualmente, uma demanda de 30 mil exames e consultas junto à rede pública municipal. O número leva em conta um histórico de pendências dos últimos cinco anos. Para tentar solucionar ou, ao menos, minimizar esse problema, a prefeitura lançou o programa Mutirão Fila Zero, promessa de campanha do prefeito Jorge Pozzobom (PSDB).  A ideia é fazer com que todas essas pendências sejam zeradas até o fim do ano.A iniciativa tem, para a largada do programa, assegurados R$ 5 milhões. Esse recurso, inclusive, possibilitará a contratação de serviços via Consórcio Intermunicipal de Saúde. Na prática isso quer dizer que será contratada a prestação de serviços.Ou seja, a prefeitura poderá contratar todos serviços cadastrados e habilitados, com clínicas e laboratórios. Além disso, também haverá reforço no atendimento junto aos postos de saúde do município.CronogramaPara isso, a prefeitura apresentou um cronograma do programa que passa a valer a partir da próxima segunda-feira (6). Em um primeiro momento, servidores da prefeitura irão ligar para os usuários do SUS para atualizar as demandas dos pacientes e, assim, verificar se as solicitações seguem em aberto. Também serão utilizados recursos como mensagens de celular (SMS) e uso de aplicativos, como Whatsapp, para entrar em contato com os pacientes.Já a partir de 6 de março, terá início, de fato, aos atendimentos de consultas e exames. Nesta etapa, serão priorizadas consultas de oftalmologia e ortopedia e exames de imagem, de ultrassom, Raio X, mamografia, eletrocardiograma. De abril a dezembro, a ideia é avançar gradativamente em outras especialidades.  Possibilidade de mais recursosA prefeitura deve ter, ainda neste ano, um incremento de R$ 3 milhões a R$ 4 milhões, recurso que deve ser utilizado na saúde. Isso porque a Câmara de Vereadores acenou que vai aceitar a redução dos atuais 6% para 5% do orçamento municipal para o Legislativo. A previsão orçamentária da Câmara, para 2017, é de R$ 23,5 milhões. (Nelson Buzatto) 

Mais notícias