Ouça Agora

95.9 FM / AM 1160

Papa Francisco transforma Irmã Dulce em 1ª Santa do Brasil

Cerimônia consagrou beata Santa Dulce dos Pobres
Foto - Imagem ilustrativa/Agência Brasil Foto - Imagem ilustrativa/Agência Brasil

Neste domingo, 13, a beata Irmã Dulce foi canonizada pelo Papa Francisco e se tornou Santa Dulce dos Pobres. Em uma cerimônia emocionante e cheia de brasileiros na Praça São Pedro, no Vaticano, a freira baiana e outros quatro religiosos tornaram-se santos e agora são dignos de devoção.

A cerimônia começou às 5h15 da manhã (horário de Brasília) e teve a apresentação da história dos novos santos, de suas relíquias — que são provas de suas passagens pela Terra —, e finalmente da canonização.

Transformou galinheiro em hospital

Nascida em 1914 em Salvador, Maria Rita Lopes de Sousa Brito se dedicou ao trabalho social nas ruas da capital baiana. Começou prestando assistência à comunidade favelada dos bairros de Alagados e de Itapagipe e depois fundou a União Operária São Francisco, primeiro movimento cristão operário de Salvador, e o Círculo Operário da Bahia, que proporcionava atividades culturais e recreativas, além de uma escola de ofício. Em 1949, acolheu no galinheiro situado ao lado do Convento Santo Antônio cerca de 70 doentes recolhidos das ruas de Salvador. O episódio é considerado a origem da OSID (Obras Sociais Irmã Dulce).

*Leia no jornal Folha do Noroeste

*Agência Brasil

Mais notícias